Canoas: primeiro Santuário Sincrético do Brasil é inaugurado
4.5 (90%) 2 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

A Prefeitura de Canoas promoveu na última sexta-feira (2 de fevereiro) a inauguração do primeiro Santuário Sincrético brasileiro. A data coincidiu com o dia de comemoração à Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes. O espaço escolhido pela administração foi a Praia do Paquetá. O local trás 17 imagens que representam religiões afro-brasileiras, além de santos católicos e divindades indígenas.

As equipes da Prefeitura de Canoas realizaram o trabalho que conta com imagens esculpidas com fibra e resina e estão fixadas em uma chapa de ferro para evitar que os ventos possam danificá-las com o passar do tempo.

Foram representados no Santuário as imagens de Jesus Cristo (Oxála), São Pedro (Bará), São Jerônimo (Xangô), São Miguel (Xangô), São Jorge (Ogum), Cosme e Damião, Nossa Senhora Aparecida (Oxum), Nossa Senhora da Conceição (Oxum), Santa Barbara (Iansã), São Sebastião (Oxóssi), Santo Antonio (Bará), Cabocla Jurema, Ogum de Lei, Ogum Beira Mar, Caboclo Cobra Coral e Iemanjá.

A inauguração contou com a presença do Prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busado (PTB), que deixou claro que a administração teve o compromisso de realizar a obra sem gastar muito dinheiro do contribuinte.  “O investimento aqui foi de R$ 47 mil. Dinheiro usado para aquisição das imagens. O restante tudo feito com esforço dos nossos funcionários. Trata-se de uma demonstração de austeridade e respeito aos cofres públicos”, afirmou.

Canoas oferece primeiro santuário sincrético do Brasil

De acordo com o gestor, o espaço ainda receberá melhorias: “Acima de tudo pedimos o apoio da população da Praia do Paquetá para que possamos conservar este Santuário e transformá-lo em uma atração turística de Canoas”, acrescentou.

Segundo o presidente da Federação Adro Umbandista do Rio Grande do Sul, Éverton Alfonsin, a construção deste santuário que reúne três religiões é uma verdadeira demonstração que a cidade de Canoas acredita em todas as religiões: “A partir desta data de 2 de fevereiro o município conta com uma atração que vai fomentar o turismo religioso. Trata-se de um dia histórico”, disse.

O padre da Paróquia Imaculada Conceição, Leonardo Reichert, falou sobre a importância do Santuário ser ecológico e estar presente no Rio dos Sinos, no Paquetá.