O Jornal de Canoas é um portal de notícias da cidade de Canoas, com as melhores notícias do Brasil e Mundo,confira os últimos acontecimentos, fique por dentro de tudo! acesse www.jornaldecanoas.com

Curcuma ou açafrão da terra pode ser um bom aliado para melhorar a memória

Curcuma é um pigmento natural encontrado na açafrão que dá cor curry.

Curcuma ou açafrão da terra pode ser um bom aliado para melhorar a memória
5 (100%) 3 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Curcuma ou açafrão da terra , uma especiaria valorizada da culinária indiana, tem muitos benefícios para saúde, além de ajudar a manter o coração, fígado e articulações saudáveis. Um novo estudo, realizado por membros da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), afirma que a curcuma , o corante natural que é obtido a partir desta especiaria, também pode ajudar as pessoas com mais de 50 anos ajudando proteger o cérebro da neurodegeneração, melhorando a memória e o humor. Claro, desde que seja consumido diariamente.

O estudo indica a possibilidade de que a curcumina é capaz de reduzir a inflamação cerebral, relacionada à depressão e à doença de Alzheimer

Estudos anteriores indicaram que as propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes deste composto, o que poderia ser a razão pela qual os idosos na Índia, onde é amplamente utilizado para cozinhar, apresentam melhor desempenho mental e menor prevalência de Alzheimer .

Propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes da curcuma

Os resultados mostram que metade das pessoas analisadas, que foram aquelas que fizeram uso de 90 mg de curcumin Theracurmin® duas vezes por dia durante 18 meses, apresentaram uma melhoria de 28% na memória e na atenção. Além disso, relataram ter pequenas mudanças positivas em seu humor. Gary Small, um dos autores do estudo, explicou que eles não sabem como esse composto pode atingir esses benefícios, mas acreditam que isso pode ser porque ele ajuda a reduzir a inflamação do cérebro , que geralmente está relacionada à depressão e à doença de Alzheimer.

Para chegar a estas conclusões, foram realizados testes cognitivos e exames de sangue foram feitos antes e a cada seis meses durante os 18 que duraram o estudo. Além disso, 30 dos participantes foram submetidos a uma tomografia por emissão de pósitrons (PET) para conhecer os níveis de proteína tau e amilóide que tinham no cérebro. Aqueles que tomaram esse suplemento de curcuma apresentaram uma quantidade muito menor dessas proteínas no hipotálamo e na amígdala, ambas as áreas responsáveis ​​pelo controle de emoções e memória.

Os pesquisadores enfatizaram que sua idéia é fazer outro estudo com mais pessoas e que inclua pacientes com depressão leve, para saber como a curcumina afeta esse estado emocional e se pode ser usada como substituto dos antidepressivos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.